O guia do estilo em viagens longas de avião

Um seguidor deste perfil estava voando sobre Doha e, para ajudar a passar o tempo, começou a notar as roupas que as pessoas estavam usando no avião. Em suas palavras “só me parecem bem vestidos e confortáveis ao mesmo tempo os africanos e árabes nas suas roupas características. De resto, um desastre”.

Ele me pediu para escrever algo sobre estilo em longas viagens aéreas.

Quer aprender a viajar confortavelmente vestido sem perder a elegância? Vai lendo aí, jovem!

Roupas para longas viagens devem ser confortáveis e, ao mesmo tempo, não devem atrasar sua passagem pelas checagens de segurança. A escolha do traje de viagem deve ser planejada (isso se você quiser viajar confortável e sem dor de cabeça, claro).

Em viagens curtas você pode/deve já ir vestido com a roupa que vai usar no destino, mesmo que isso cause um pouco de atraso na passagem pela segurança do aeroporto. Mas encarar 6, 10, 12 horas em uma roupa que não seja super confortável não é nada agradável.

Por outro lado, ir viajar parecendo estar usando um pijama é um troço que causa “walk of shame” antes, durante e depois do vôo.

A chave do sucesso é, então, usar peças em camadas e se aproveitar da bagagem de mão para guardar as camadas que você não está usando (é para isso que serve a bagagem de mão).

O propósito das camadas é simples: todo mundo que viaja de avião já notou a grande variação de temperatura nas aeronaves, elas podem ir de sauna (geralmente quando estão pousadas sob sol causticante) à Sibéria no mesmo vôo. Tirar ou acrescentar camadas vai te ajudar a lidar com essa flutuação climática.

Algumas sugestões de camadas externas (aquela que você vai vestir ou despir de acordo com a variação de temperatura do vôo):

Blazer de sarja com um pouco de elastano.

O elastano vai trazer mais conforto e mobilidade, além de evitar amassados no tecido, a peça eleva a sua apresentação e te mantém quentinho durante o vôo.

Pulover

Como demonstrado por mim mesmo na foto abaixo:

Cardigã:

São peças totalmente resistentes aos amassados, incrivelmente confortáveis. Depois que usar um cardigã ou pulover pela primeira vez você vai começar a procurar desculpas para o vestir.

Em ambos os casos, prefira os fabricados em materiais naturais como lã, caxemira, camelo, angorá, alpaca, algodão etc. Evite os feitos com seda de dinossauro* (o ar seco do avião e o atrito do poliéster* vão te fazer acumular uma carga de eletricidade estática enorme, e os choques virão).

Echarpe

Se o seu destino é um lugar frio, vale também levar uma echarpe na bagagem de mão. Elas ocupam pouco espaço, são leves e dão uma bela aquecida. Se você não precisar usar, não perdeu nada, se, por outro lado, bater um friozinho mais intenso, ela salva a vida.

Uma alternativa à echarpe são os shemagh, os icônicos lenços árabes que fazem papel duplo de proteger do frio e do sol causticante.

Calças confortáveis.

Você pode amar jeans, mas elas não são peças confortáveis, principalmente para usar muitas horas sentado em um lugar apertado como um avião.

Outro tipo de calça que você deve evitar é aquela que tem elástico na cintura. Elas podem até parecer muito confortáveis mas, com o passar das horas o elástico começa a marcar a pele da cintura e machucar, uma sensação muito incômoda. O visual “fui viajar de pijama” também não ajuda. Fuja.

Em minha experiência, as calças mais confortáveis que existem são as de alfaiataria sob medida em lã. São super leves, maleáveis e, por dispensarem o uso de cinto, não machucam a cintura e facilitam a passagem pela segurança do aeroporto (você não precisa ficar tirando e colocando o cinto para passar pelo detector de metais).

Em segundo lugar na categoria conforto, as calças chino em sarja com elastano são elegantes, maleáveis e muito resistentes a amassados. O seu visual mais despojado também confere uma maior versatilidade no uso.

Meias

Pelamordedeus use meias. Existe uma boa chance de você ter de tirar seus sapatos antes de entrar no avião. Você não quer ficar descalço no meio do aeroporto.

Sapatos.

Evite sapatos que precisam ser amarrados/desamarrados ou afivelados/desafivelados para serem calçados/descalçados. É muito chato ficar tirando e colocando sapato com cadarço no meio do aeroporto.

Sapatos com solas ou parte de cima duras também são bem desconfortáveis em vôos de longa duração, principalmente se seus pés têm tendência de inchar.

Algumas boas opções são os drivers, que são fáceis de colocar e retirar e são incrivelmente macios e flexíveis.

Tênis com fechamento por elástico também são uma excelente opção, e são mais versáteis que os drivers.

Espadrilles também são uma ótima opção:

Se o seu destino for um lugar frio, porém, provavelmente as opções acima não serão adequadas. Aí é o caso de apostar em uma bota chelsea.

Seguindo essas dicas você vai ter as viagens mais confortáveis de sua vida e ainda vai voar com estilo!

--

--

Aqui se fala de atracamento de navio a zurro de mula.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store